Paróquia do Santuário Diocesano do

Senhor Bom Jesus de Matosinhos

São João del-Rei - Minas Gerais

Palavra de Salvação

2º DOMINGO DA QUARESMA
25│FEVEREIRO│24

“Este é o meu Filho amado. Escutai o que ele diz!”

No 2º Domingo da Quaresma lemos o episódio da transfiguração segundo Marcos. O excerto evangélico narra um episódio em que acontece uma manifestação divina (teofania).

São Marcos coloca no quadro todos os elementos veterotestamentários característicos de uma manifestação de Deus: o monte, a voz do céu, as aparições, as vestes brilhantes, a nuvem e a perturbação daqueles que presenciam o encontro com o divino.

A montanha é um dos elementos presente em relatos teofânicos, pois foi em um monte em que Deus se revelou a Moisés, é no topo de um monte que Ele fez aliança com o povo. As vestes brancas e o rosto alterado recordam o esplendor de Moisés ao descer do Sinai com as tábuas da Lei.

A nuvem indica a presença de Deus. Em várias passagens do AT era na nuvem que Deus manifestava a sua presença. A presença de Elias e Moisés simbolizando a Lei os Profetas que anunciam Jesus. Esses personagens de acordo com a teologia da época apareceriam quando o Messias chegasse. A reação dos apóstolos é de medo e assombro. É a reação mais comum dos homens diante da grandeza de Deus.

Todos os elementos presentes no texto querem dizer ao leitor quem é Jesus. Recorrendo a simbologias do Antigo Testamento, o autor deixa claro que Jesus é o Filho amado de Deus. Ele é o Messias salvador esperado por Israel, anunciado pela Lei (Moisés) e pelos Profetas (Elias).

São Marcos quer deixar transparecer que Jesus é um novo Moisés, isto é, Aquele através de quem o próprio Deus dá ao seu Povo a nova lei e através de quem Deus propõe aos homens uma nova Aliança.