Início
  • A Paróquia
  • Horário de Missas
  • Agenda Paroquial
  • Pastorais
  • Movimentos
  • Comunidades
  •  
    Notícia
     
    Paróquia de Matosinhos se prepara para celebrar a Semana Santa.
     
    Data da publicação: 19 de março de 2016
     

    Por Éder Campos (Pascom SBJM)

    A Igreja Católica já se prepara para recordar a Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo. A Semana Santa terá início amanhã, 20 de março, quando é celebrado o Domingo de Ramos.A Semana Santa marca o fim da quaresma no calendário litúrgico da Igreja Católica. Em todo o Brasil, cerca de 115 milhões de pessoas são católicas e participam das tradições do período mais importante para a Igreja. A programação de celebrações no Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos durante essa semana, cada dia tem uma representação especial e tem celebrações que refletem sobre os últimos momentos de Cristo na terra e a sua ressurreição.

    Na tradição cristã, a Semana Santa é um período de reflexão e oração, porque foi quando Jesus Cristo revelou sua Paixão pelas criaturas de Deus e deu a própria vida para a remissão dos pecados.A Semana Santa é a última da Quaresma, que é o tempo de preparação para a celebração do Mistério Pascoal, paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Tem início na celebração da missa de Domingo de Ramos e termina com a Missa Crismal, conhecida como a “missa do óleo”, na Quinta-feira Santa
    Depois de peregrinar por 40 dias no deserto para refletir, Jesus Cristo foi recebido em Jerusalém com festas e todos o saúdam com ramos de oliveira e palmeira. De acordo com o Evangelho de João, ele ficou hospedado por seis dias em Betânia antes de sua entrada triunfal em Jerusalém, quando ordenou a dois discípulos buscarem um jumento na aldeia mais próxima. Jesus então montou no jumento e se dirigiu para Jerusalém no domingo, onde foi recebido como um rei. A finalidade da celebração do domingo de ramos é a preparação imediata para a Páscoa, por isso, nesse dia se proclama o Evangelho da Paixão de Cristo. De acordo com a tradição, na Semana Santa proclamam-se os textos referentes ao mistério pascal de Cristo, conectando essas celebrações com a Sexta-Feira da Paixão.
     
    A Segunda-Feira Santa é marcada pela lembrança da prisão de Cristo antes da crucificação. De acordo com os Evangelhos Canônicos, após a Última Ceia, Jesus se reúne com seus discípulos em um jardim, quando Judas dá um beijo em Jesus para avisar aos soldados romanos quem era, de fato, Cristo. Identificado, ele é preso pelo bando de militares.

    A Terça-Feira Santa em nossa Paróquia, é dia de celebrar o doloroso encontro de Jesus com sua mãe no caminho do calvário.
    A Quarta-Feira Santa é o quarto dia da Semana Santa. Em nossa paróquia celebramos a soledade de Maria Santíssima. Ainda há igrejas que neste dia celebram o Ofício das Trevas, lembrando que o mundo já está em trevas devido à proximidade da morte de Jesus.
     
    Na Quinta-Feira Santa, celebra-se em todas as dioceses a Santa Missa Crismal, ou Missa dos Santos Óleos. Nesta celebração, óleo de oliva misturado com perfume (bálsamo) é consagrado pelo Bispo para ser usado nas celebrações do Batismo, Crisma, Unção dos Enfermos e Ordenação.
     
    A Sexta-Feira Santa não é dia de pranto e de luto, mas de silenciosa e amorosa contemplação do sacrifício cruento, com derramamento de sangue, de Jesus Cristo. Nela a Igreja celebra a morte vitoriosa de Jesus Cristo sobre a morte. O elemento fundamental e universal da liturgia deste dia é a proclamação da Palavra de Deus, visto que a Igreja, por antiquíssima tradição, não celebra a Eucaristia neste dia.

    O Sábado Santo foi sempre, pelo menos desde o século II, dia de jejum pleno e alitúrgico, no qual não é celebrada a Eucaristia. Nesse dia, venera-se o repouso de Jesus no sepulcro, a sua descida aos infernos e o seu misterioso encontro com todos aqueles que esperavam que se abrissem as portas do Céu.  A Igreja permanece ao lado do sepulcro do Senhor, meditando sua paixão, abstendo-se da Missa até a solene Vigília Pascal, ou espera noturna da ressurreição do Senhor Jesus Cristo.

    A Páscoa
     
    A Páscoa é o momento mais importante para Igreja Católica, pois nela celebra a ressurreição de Jesus Cristo, após sua morte e crucificação. O ato de doar sua vida em troca da salvação dos pecadores é a atitude mais exaltada pelos cristãos. Muito antes de ser considerada a festa da ressurreição de Cristo, a Páscoa anunciava o fim do inverno e a chegada da primavera. A palavra "Páscoa" (do hebreu "peschad") significa "passagem". Sempre representou a passagem de um tempo de trevas para outro de luzes, isso muito antes de ser considerada uma das principais festas da cristandade. A páscoa cristã celebra a ressurreição de Jesus Cristo, que de acordo com a Bíblia ocorreu três dias após a sua crucificação. É comum em todas as Igrejas cristãs o domingo ser um dia destinado à comemoração da ressurreição de Cristo, realizada pela Eucaristia, contudo, o Domingo de Páscoa é diferenciado dos outros, neste é celebrado o aniversário da ressurreição de Cristo, a festa da vida.

    Adaptado de: http://www.paroquiasantoantoniobarro.com.br/products/a-semana-santa/

     
     
     
    Compartilhe:
     
    < voltar
     
    Clique aqui e
    confira a programação!
     
    INDIVIDUALMENTE OU EM ROMARIA, VENHA NOS VISITAR!
    Praça Senhor Bom Jesus de Matosinhos, 309 - Matosinhos - São João Del Rei | MG - cep: 36305142
    Contatos: (32) 3371-5224 (Secretaria Paroquial) e 032 9 9954 2266 (Whatsapp)
    E-mail: sbjmatosinhos@mgconecta.com.br