Início
  • A Paróquia
  • Horário de Missas
  • Agenda Paroquial
  • Pastorais
  • Movimentos
  • Comunidades
  •  
    Notícia
     
    A QUARESMA
     
    Data da publicação: 13 de fevereiro de 2018
     

    A quaresma é o tempo litúrgico de conversão, que a Igreja marca para nos preparar para a grande festa da Páscoa. É tempo para nos arrepender de nossos pecados e de mudar algo de nós para sermos melhores e poder viver mais próximos de Cristo.

    A Quaresma dura 40 dias; começa na Quarta-feira de Cinzas e termina na Quinta-Feira Santa, com a Missa vespertina. Ao longo deste tempo, sobretudo na liturgia do domingo, fazemos um esforço para recuperar o ritmo e estilo de verdadeiros fiéis que devemos viver como filhos de Deus.

    A cor litúrgica deste tempo é o roxo, que significa luto e penitência. É um tempo de reflexão, de penitência, de conversão espiritual; tempo e preparação para o mistério pascal.

    Na Quaresma, Cristo nos convida a mudar de vida. A Igreja nos convida a viver a Quaresma como um caminho a Jesus Cristo, escutando a Palavra de Deus, orando, compartilhando com o próximo e praticando boas obras. Nos convida a viver uma série de atitudes cristãs que nos ajudam a parecer mais com Jesus Cristo, já que por ação do pecado, nos afastamos mais de Deus.

    Por isso, a Quaresma é o tempo do perdão e da reconciliação fraterna. Cada dia, durante a vida, devemos retirar de nossos corações o ódio, o rancor, a inveja, os zelos que se opõem a nosso amor a Deus e aos irmãos. Na Quaresma, aprendemos a conhecer e apreciar a Cruz de Jesus. Com isto aprendemos também a tomar nossa cruz com alegria para alcançar a gloria da ressurreição.

    40 DIAS

    A duração da Quaresma está baseada no símbolo do número quarenta na Bíblia. Nesta, é falada dos quarenta dias do dilúvio, dos quarenta anos de peregrinação do povo judeu pelo deserto, dos quarenta dias e Moisés e de Elias na montanha, dos quarenta dias que Jesus passou no deserto antes de começar sua vida pública, dos 400 anos que durou a estada dos judeus no Egito.

    Na Bíblia, o número quatro simboliza o universo material, seguido de zeros significa o tempo de nossa vida na terra, seguido de provações e dificuldades.

    A prática da Quaresma data desde o século IV, quando se dá a tendência a constituí-la em tempo de penitência e de renovação para toda a Igreja, com a prática do jejum e da abstinência. Conservada com bastante vigor, ao menos em um princípio, nas Igrejas do oriente, a prática penitencial da Quaresma tem sido cada vez mais abrandada no ocidente, mas deve-se observar um espírito penitencial e de conversão.

    A CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2018

    “Fraternidade e superação da violência”
    Lema “Em Cristo somos todos irmãos (Mt 23,8).”

    Objetivo geral: “Construir a fraternidade, promovendo a cultura da paz, da reconciliação e da justiça, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da violência.

    Objetivos específicos:
    01 – Anunciar a Boa Nova da fraternidade e da paz, estimulando ações concretas que expressem a conversão e a reconciliação no espírito quaresmal.
    02 – Analisar as múltiplas formas de violência, considerando suas causas e consequências na sociedade brasileira, especialmente as provocadas pelo tráfico de drogas;
    03 – Identificar o alcance da violência nas realidades urbana e rural de nosso país, propondo caminhos de superação a partir do diálogo, da misericórdia e da justiça em sintonia com o Ensino Social da Igreja.
    04 – Valorizar a família e a escola como espaços de convivência fraterna, de educação para a paz e de testemunho do amor e do perdão.
    05 – Identificar, acompanhar e reivindicar políticas públicas de superação da desigualdade social e da violência.
    06 – Estimular as comunidades cristãs, pastorais, associações religiosas e movimentos eclesiais ao compromisso com ações que levem à superação da violência.
    07 – Apoiar os centros de direitos humanos, comissões de justiça e paz, conselhos paritários de direitos e organizações da sociedade civil que trabalham para a superação da violência.

    A COLETA DA SOLIDARIEDADE
    Domingo de Ramos • 25 de março

    A Igreja no Brasil realiza no Domingo de Ramos, a Coleta da Solidariedade. É o gesto concreto de todas as dioceses brasileiras no encerramento oficial da Campanha da Fraternidade 2018. Na ocasião todo o dinheiro arrecadado na coleta das missas do sábado e domingo é dividido entre o Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS) e o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS). Para o Fundo Diocesano ficam 60% dos recursos, que são destinados ao apoio de projetos sociais locais, relacionados ao tema da Campanha. Os 40% restantes compõem o Fundo Nacional, revertidos no fortalecimento da solidariedade entre as diferentes regiões do país.

    Fonte: ACI

     
     
     
    Compartilhe:
     
    < voltar
     
    Clique aqui e
    confira a programação!
     
    INDIVIDUALMENTE OU EM ROMARIA, VENHA NOS VISITAR!
    Praça Senhor Bom Jesus de Matosinhos, 309 - Matosinhos - São João Del Rei | MG - cep: 36305142
    Contatos: (32) 3371-5224 (Secretaria Paroquial) e 032 9 9954 2266 (Whatsapp)
    E-mail: sbjmatosinhos@mgconecta.com.br